quinta-feira, 5 de março de 2009

NEVE

Muita gente do norte imagina que aqui no Sul, notadamente no RS, o clima é frio o ano inteirinho, sendo comum nevar. Já falei com vários e quase todos pensam assim.
É interessante quando alguns vêm pra cá e percebem que o calor do verão chega às raias da insuportabilidade. Daí costumam perguntar se é uma frente passageira, com duração de um dia ou dois...
Pois é, mas tudo isso para falar sobre os alunos duma escola estadual localizada no bairro Galópolis, em Caxias do Sul, parcialmente destruída por incêndio, em setembro de 2008.
Como o poder público estadual ainda não recuperou o prédio, o reinício das aulas foi improvisado em containers. Nem mesmo valeu a intenção, pois estes caixotes estão mais para estufa a sala de aula, haja vista a temperatura interna exceder trinta graus, nestes primeiros dias letivos. Convenhamos, é uma situação insustentável.
Quem sabe a d. Yeda e uma meia dúzia de secretários instalam o governo uns dois dias naqueles containers, administrando o Estado dali mesmo. Certamente o Rio Grande do Sul será vítima mais rápida de falência múltipla, sequela da insolação das idéias...
Pois é, enquanto o prédio original da Escola Ismael Chaves Barcellos fica como está, dando lugar ao "conforto" dos caixões, os alunos e professores sentem-se como pizzas.
Vai ver o tempo foi escasso para a turma palaciana reconstruir o colégio, afinal de setembro a março são somente seis meses...
Sugiro que entrem em contato com o programa do Gugu, que disputa audiência construindo e reformando casas num período não superior a dez dias, devolvendo-as completísimas aos donos, do alicerce à mobília. Pelo jeito só programa de TV pode e consegue isto; programa de governo não...
Mãos à obra, reconstruam aquela Escola JÁ! Ou providenciem NEVE, embora os baús também não protejam do frio...

Um comentário:

  1. Pobres crianças, imagino o sofrimento de assitir a uma aula chata dentro de uma estufa!

    ResponderExcluir